A Comarca

Projeto resgata tradição das fanfarras em Mogi Mirim

Fernando Gasparini

O gosto pelo velho e conhecido toque ritmado e compassado característico das fanfarras continua presente no imaginário de muitas pessoas de Mogi Mirim.

É o que demonstra um projeto que, há pelo menos 60 dias, tem se ocupado em ensinar as diversas batidas para um grupo de quase 60 pessoas, que se reúne pelo menos uma vez por semana para ensaiar.

O representante comercial Tiago Pereira, de 42 anos, aficionado pelo assunto, é o instrutor da turma. Ele conta que a ideia surgiu após conversa com colegas que também apreciam fanfarras. No cerne da troca de ideias, segundo ele, estava a constatação de que a pandemia, com o fechamento das escolas, significou o fim definitivo de uma atividade que já era escassa.

“Foi aí que nós nos propusemos em realizar um trabalho de resgate da tradição da fanfarra. Fizemos umas chamadas pelas mídias sociais e, imediatamente, cerca de 15 pessoas atenderam ao chamado”, revelou. Atualmente, o grupo conta com cerca de 55 pessoas inscritas, quase metade são mulheres.

O passo seguinte foi o restauro e aquisição de novos instrumentos. O crescimento do interesse pelo projeto resultou ainda na criação da entidade Fanfarra Amigos de Mogi Mirim (Famm) e na busca de apoio para que o projeto tivesse respaldo do Poder Público Municipal. A Secretaria de Cultura e Turismo do município ofereceu o Centro Cultural para ensaios e para a guarda dos instrumentos.

Via de regra, os ensaios ocorrem aos domingos pela manhã, a partir das 9h30, no Centro Cultural. Quando existe algum impedimento, o grupo se desloca para alguma praça, como ocorreu no domingo passado, quando o ensaio foi realizado na Praça da Bandeira. Chamava a atenção a presença de pessoas de distintas gerações de mogimirianos. “Temos pessoas a partir dos oito anos de idade”, destacou Tiago.

Grupo ensaiou, no domingo passado, na Praça da Bandeira (Foto: A COMARCA)

ESTREIA
Neste sábado, dia 30, a Famm faz sua estreia diante do público com a chamada Fanfarra de Veteranos, a partir das 9h30, no Centro Cultural, como uma das atrações do Encontro de Bandas de Música, evento inserido dentro da programação do Festival de Inverno de Mogi Mirim (Festimm).

A apresentação ocorrerá sob comando do instrutor Tiago Pereira, com a produção de Camilo Vicente e organização de Nelson Theodoro Jr. O apronto geral para a estreia está marcado para ocorrer a partir das 19h30 desta quinta-feira, na Praça Rui Barbosa.

Tiago disse que espera contar com todos os participantes. No sábado seguinte, 6 de agosto, nova apresentação, desta vez no Espaço Cidadão, participando de um evento ecumênico. Para essas duas apresentações, os integrantes do grupo irão trajar calça, camisetas e calçados pretos. A ideia é que, futuramente, seja adquirido um uniforme oficial.

PATROCÍNIO
Para tanto, Tiago disse que o grupo trabalha para conseguir um patrocínio, necessário, segundo avalia, para a aquisição do uniforme e também para manutenção e aquisição de novos instrumentos. E para o grupo já é tratado como prioridade dentro das próximas semanas desfilar no dia 7 de setembro, quando a Independência do Brasil completará 200 anos. Data perfeita, no entendimento do grupo, para a estreia do tão sonhado uniforme.

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Veja mais
Confira mais notícias
Edições semanais
Capa Nelson Theodoro
Capa Pacóla
Capa Nelson Theodoro

Siga a comarca nas redes sociais

site_mobile_menu

Siga A Comarca

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp