A Comarca

Censo 2022: agência de Mogi é responsável por mais 5 cidades

Com o objetivo de levantar dados amplos e confiáveis sobre diversos aspectos da vida dos brasileiros, o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) realiza, a cada 10 anos, o censo demográfico.

Com dois anos de atraso por causa da pandemia de Covid-19 (em 2020) e falta de recursos (em 2021), os mais de 183 mil recenseadores começam hoje, dia 1°, a colher informações para a 13ª edição do levantamento.

Em Mogi Mirim, o IBGE montou um escritório regional no número 85 da Rua Marciliano. A agência local será ainda responsável pela condução dos trabalhos em outras cinco cidades: Estiva Gerbi, Itapira, Mogi Guaçu, Conchal e Santo Antônio de Posse.

Segundo a coordenadora de área da agência de Mogi Mirim, Cynthya Antinori Nóbrega, um dos desafios para os recenseadores da região será o deslocamento. Alguns deles terão, por exemplo, que visitar a extensa zona rural de Mogi Mirim e dos demais município.

Encontrar as pessoas em casa e, principalmente, vencer a resistência que muitos moradores costumam demonstrar quando abordados pelos recenseadores são outros obstáculos já esperados. Assim como a desconfiança das pessoas por motivo de insegurança.

Cynthya explica que todos os recenseadores estarão devidamente uniformizados, portando um crachá de identificação que possui, inclusive, um QR Code pelo qual as pessoas poderão ter acesso ao registro do recenseador.

O IBGE deverá ainda potencializar informações sobre o censo nas redes sociais, no rádio e na TV, além de distribuir material informativo em pontos estratégicos, tudo para que as pessoas se conscientizem e facilitem o trabalho dos agentes. Além disso, o órgão espera contar com a ajuda de associações comunitárias e condomínios para que o trabalho dos recenseadores seja facilitado.

Cynthya é coordenadora de área da agência de Mogi Mirim (Foto: A COMARCA)

QUESTIONÁRIO
O Censo 2022 terá dois tipos de questionários: ampliado e simplificado. O primeiro, também chamado de amostra, terá 77 perguntas e será aplicado a 11% dos entrevistados. Ele leva, em média, 16 minutos para ser respondido. Já o simplificado ou básico, com 26 perguntas, será aplicado aos 89% restantes, e a previsão de duração da entrevista é de 5 minutos.

Assim como em 2010, o levantamento deste ano será colhido totalmente de forma digital. Os recenseadores utilizam um dispositivo móvel de coleta (DMC), que é um computador de mão, semelhante a um aparelho celular.

Para garantir o sigilo das informações, os dados inseridos nos DCMs estão criptografados e têm sistema de proteção. Nem mesmo os recenseadores têm acesso aos dados, depois de inseridos no dispositivo. O IBGE também segue uma política de sigilo e confiabilidade, além ter comitês de ética internos.

Três formas de abordagem serão utilizadas para preencher os questionários: presencial, pela internet e por telefone. Mesmo que a pessoa opte por preencher o questionário pela internet, o recenseador irá a casa do entrevistado entregar um código necessário para preencher o questionário. Pelo telefone, ocorre o mesmo processo. No caso da entrevista pela internet, o morador terá sete dias para responder.

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Veja mais
Confira mais notícias
Edições semanais
Capa Nelson Theodoro
Capa Pacóla
Capa Nelson Theodoro

Siga a comarca nas redes sociais

site_mobile_menu

Siga A Comarca

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp