A Comarca

Estiagem em Mogi Mirim já chega a dois meses

A previsão de que os últimos dias do mês de julho teriam registro de chuvas acabou não se confirmando. O deslocamento de uma frente fria a partir da região Sul do país derrubou a temperatura, fez aumentar a umidade relativa do ar, mas nem sinal dos 10 mm de precipitação previstos para a região.

Na prática, Mogi Mirim passa por uma período de estiagem desde 31 de maio. Naquela oportunidade, foram registrados pelo pluviômetro da Estação de Tratamento de Água (ETA) do Serviço Autônomo de Água e Esgotos (Saae) exatos 17,2 mm. Cada milímetro (mm) equivale a um litro de água por metro quadrado.

Junho registrou 3,1 mm, precipitação quase que irrisória. No dia 18 desse mês, foram registrados 2,2 mm. De lá para cá, nada mais. Julho passou em branco, sem um único registro no Saae.

PREVISÃO
Os diferentes institutos de meteorologia convergem para a previsão de que, pelo menos nos próximos 15 dias, as condições para formação de nuvens de chuva não serão as ideais.

O sol deve prevalecer ao longo da semana, com perspectiva de amplitude térmica, quando se registram temperaturas mais baixas na madrugada e começo da manhã e mais elevadas no período da tarde.

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Veja mais
Confira mais notícias
Edições semanais
Capa Nelson Theodoro
Capa Pacóla
Capa Nelson Theodoro

Siga a comarca nas redes sociais

site_mobile_menu

Siga A Comarca

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp