!


Rebeca Andrade conquista 1ª medalha olímpica do país na ginástica feminina

A paulista Rebeca Andrade, de 22 anos, entrou para a história da ginástica artística do Brasil ao conquistar a prata no individual nos Jogos de Tóquio, a primeira medalha olímpica feminina do país na modalidade, na manhã desta quinta-feira, 29.  

Rebeca somou ao final dos quatro aparelhos 57.298 pontos, ficando atrás somente da norte-americana Sunisa Lee (57.433) e à frente de Angelina Melnikova, do Comitê Olìmpico Russo (ROC, sigla em inglês) que totalizou 57.199. A brasileira ainda tem chances reais de conquistar mais medalhas nas disputas de salto e solo a partir de domingo, 1º de agosto. 

Rebeca já começou brilhando na apresentação do salto, primeiro dos quatro aparelhos, com nota 15.300, a mais alta entre todas as competidoras. Na sequência, nas assimétricas, Rebeca cravou outra nota alta: 14.666. Depois na trave, a ginasta recebeu a nota 13.566, mas a comissão técnica entrou imediatamente com recurso, que foi aceito e a nota foi revisada para 13.666. Antes da apresentação no solo, Rebeca estava na terceira posição geral. 

No último aparelho, a brasileira cometeu dois pequenos erros (pisou fora do tablado) e obteve 13.666. O desempenho geral nos quatro aparelho garantiu à brasileira a medalha de prata e o melhor desempenho feminino do país na modalidade em Jogos Olímpicos. O Brasil agora totaliza sete medalhas em Tóquio 2020.

A conquista inédita para o país tem gosto ainda mais especial para Rebeca, que rompeu o ligamento cruzado anterior do joelho em 2019 e teve de passar por três cirurgias. A atleta voltou a treinar forte no início de 2020 e só veio a assegurar a vaga em Tóquio em junto deste ano, ao vencer a prova individual  Pan-Americano de Ginástica, no Rio de Janeiro. 

Rebeca Andrade se classificou para a final do individual geral em Tóquio em segundo lugar, atrás da favorita norte-americana Simone Biles, que desistiu da competição para se concentrar em sua saúde mental.



Estado proíbe queima e comercialização de fogos de artifício com estampido

O governador João Doria sancionou a Lei 17.389/2021, de autoria dos deputados Bruno Ganem e Maria Lúcia Amary, que proíbe a queima, soltura, comercialização, armazenamento e transporte de fogos de artifício e de artefato pirotécnico de estampido no estado de São Paulo. A sanção foi publicada na edição desta quinta-feira, 29, do Diário Oficial do Estado.

A proibição se aplica a recintos fechados, ambientes abertos, áreas públicas e locais privados. Fogos que produzem efeitos visuais sem estampidos podem continuar a ser utilizados e comercializados. Permanece permitida a comercialização de fogos de artifício e dos artefatos pirotécnicos de estampido fabricados no estado de São Paulo destinados a outros estados e a outros países.

O valor da multa aos infratores será equivalente a 150 vezes o valor da Unidade Fiscal do Estado de São Paulo (Ufesp)), ou pouco mais de R$ 4,3 mil. Se a infração for cometida por empresa, o valor será equivalente a 400 vezes o valor da Ufesp, ou pouco mais de R$ 11,6 mil. Os valores serão dobrados em caso de reincidência em período inferior a 180 dias.

Em Mogi Mirim, a soltura de fogos de artifício de estampido já é proibida desde 2017, após aprovação de um projeto de lei dos vereadores Sônia Módena, Cristiano Gaioto, Robertinho Tavares e André Mazon. À época, a justificativa foi que o ruído provocado pelos fogos de artifício prejudica a saúde e a integridade física de aves, cães, gatos, bebês e pessoas portadoras de necessidades especiais ou de idade avançada.

A proibição se aplica a recintos fechados, ambientes abertos, áreas públicas e locais privados (Foto: Arquivo/Agência Brasil)
Editoria: ,

Mayra Aguiar conquista bronze no judô na Olimpíada de Tóquio

A gaúcha Mayra Aguiar conquistou um feito inédito na manhã desta quinta-feira, 29, após conquistar medalha de bronze na categoria meio-pesado (até 78kg) do judô na Olimpíada de Tóquio. A sexta medalha do Brasil veio com a vitória de Mayra contra a sul-coreana Hyunji Yoon, que foi imobilizada por 20 segundos no Nippon Budokan, templo das artes marciais na capital japonesa. 

A judoca se tornou a primeira mulher a conquistar três medalhas olímpicas em um esporte individual. Ela já havia levado o bronze nos Jogos de Londres (2012) e na Rio 2016. Mayra também se tornou a única judoca brasileira, no feminino e masculino, a subir no pódio em três edições dos Jogos Olímpicos. Esta foi a 24ª medalha conquistada pelo judô na história das Olimpíadas.

Quem levou a medalha de ouro na categoria até 78 kg foi a japonesa Shori Hamada, que derrotou a francesa Madeleine Malonga, que ficou com a prata. A outra medalha de bronze foi para a alemã Ana-Maria Wagner.

Na estreia, Mayra Aguiar venceu a israelense Inbar Lanir por ippon aos 40 segundos de combate. Em seguida, nas quartas de final, ela perdeu para a alemã Anna-Maria Wagner após sofrer um wazari. Na repescagem, a judoca de 29 anos (faz 30 em 3 de agosto) derrotou Aleksandra Babintseva, do Comitê Olímpico Russo (ROC, na sigla em inglês) em luta que foi definida com a adversária tomando três penalidades (Shido), enquanto Mayra levou apenas uma.

Informações da Agência Brasil



SP amplia funcionamento de atividades econômicas até meia-noite

O Governo do Estado de São Paulo anunciou a ampliação da capacidade de público presencial e horário de funcionamento de comércios e serviços não essenciais a partir do próximo domingo, dia 1º de agosto. Após melhoras nos índices de saúde e vacinação acelerada contra a Covid-19, os estabelecimentos poderão funcionar entre 6h e 0h, com ocupação presencial de até 80% da capacidade.

“Continuamos passo a passo, de forma segura, flexibilizando e voltando ao normal. A vida está voltando ao normal no estado de São Paulo”, declarou o governador João Doria. “São Paulo teve uma queda substancial de casos, internações e, felizmente, de óbitos, porque aqui seguimos protocolos de saúde e a orientação da medicina”, completou.

As novas regras da fase de transição vão valer entre os dias 1 e 16 de agosto. O limite de horário de funcionamento de comércios, serviços em geral e espaços religiosos passa de 23h para 0h. O governador também confirmou o fim do toque de recolher durante as madrugadas.

A capacidade máxima de ocupação permitida nos estabelecimentos, atualmente em 60%, sobe para 80%. O uso obrigatório de máscara em ambientes de acesso público, distanciamento mínimo de um metro e respeito a protocolos de higiene estão mantidos.

O acesso de clientes a shoppings, galerias, lojas de rua, bares e restaurantes deverá ser interrompido às 23h, com atendimento permitido até meia-noite. Todas as atividades econômicas devem obedecer aos protocolos setoriais de segurança sanitária previstos no Plano SP.

Eventos que geram aglomerações – casas noturnas, shows de médio e grande porte, competições esportivas com público, etc – continuam proibidos, com possibilidade de reabertura condicionada aos resultados de eventos modelo sob supervisão das autoridades de saúde e averiguação pelo Centro de Contingência do coronavírus.

O Governo do Estado mantém a recomendação de escalonamento de horários para entrada e saída de trabalhadores dos setores de comércio, serviços e indústrias. Também seguem liberadas as celebrações individuais e coletivas em igrejas, templos e espaços religiosos, sob rígido cumprimento de protocolos de higiene e distanciamento social.

RETOMADA
Se a contenção da pandemia e os reflexos da vacinação continuarem positivos, o Governo do Estado já planeja avançar da fase de transição para a etapa de retomada segura a partir de 17 de agosto. A partir da segunda quinzena do próximo mês, a expectativa é eliminar todas as restrições de horário e liberar atendimento presencial com capacidade de 100%, mas com manutenção das regras para máscaras, distanciamento e protocolos de higiene.

Na retomada segura, as regras gerais e setoriais de segurança sanitária continuarão as mesmas da fase de transição e válidas para os 645 municípios. As prefeituras vão manter autonomia para determinar rigidez de restrições se as circunstâncias locais da pandemia e capacidade hospitalar tiverem piora.

INDICADORES
As permissões anunciadas nesta quarta foram balizadas pelo atual cenário do controle da pandemia em São Paulo. Indicadores da Secretaria da Saúde mostram reduções consistentes nas médias diárias de novos casos (-20,6%), internações (-18,3%) e mortes (-9,6%) provocadas pelo coronavírus em todo o estado.

São Paulo vem registrando quedas nas internações de pacientes com coronavírus em enfermaria e de Unidade de Terapia Intensiva (UTI). A taxa estadual de ocupação de leitos de UTI Covid está em 54% e, na Grande São Paulo, o índice é ainda mais baixo e está em 49,64%.

De acordo com a Secretaria da Saúde, a campanha de vacinação em São Paulo já protegeu 75,9% da população adulta com ao menos uma dose de imunizantes contra a Covid-19. O esquema vacinal completo já foi aplicado a 27,2% dos adultos em todo o estado.

Governo do Estado já planeja avançar da fase de transição para a etapa de retomada segura (Foto: Arquivo/Governo de SP)

SP antecipa vacinação de adultos e adolescentes contra a Covid-19

O Governo do Estado de São Paulo anunciou nesta quarta-feira, 28, a antecipação do calendário de vacinação contra a Covid-19 no estado. A conclusão da imunização dos adultos deve ocorrer em 16 de agosto, quatro dias antes da previsão anterior. Adolescentes também terão vacinação antecipada.

“São Paulo antecipa a vacinação de adultos, de todos com mais de 18 anos, para o dia 16 de agosto. E adolescentes começarão a ser vacinados no dia 18 de agosto. É o senso de urgência, de emergência, de respeito pela vida dos brasileiros que vivem no estado de São Paulo”, destacou o governador João Doria (PSDB).

A reprogramação é em virtude da chegada de mais 1,3 milhão de vacinas do Instituto Butantan, compradas pelo Governo de São Paulo, para agilizar o Plano Estadual de Imunização (PEI).

Agora, o cronograma estadual prevê que quem tem entre 28 e 29 anos poderá se vacinar a partir desta sexta-feira, 30. Quem tem entre 25 e 27 anos poderá se imunizar a partir de 5 de agosto. As pessoas com idades entre 18 e 24 anos serão vacinadas a partir de 10 de agosto. O ‘Dia da Esperança’ passa a ser 16 de agosto, quando toda a população adulta do estado deverá ter recebido pelo menos a primeira dose.

A imunização dos adolescentes de 12 a 17 anos será antecipada para 18 de agosto. A partir desta data, começa a imunização com a priorização dos que possuem deficiências, comorbidades, gestantes e puérperas. Este grupo deve ser inteiramente vacinado com pelo menos uma dose até o dia 29 de agosto.

Os demais adolescentes poderão se vacinar na sequência. Entre 30 de agosto e 5 de setembro será a vez dos que têm idade de 15 a 17 anos. Na sequência, os que têm de 12 a 14 anos serão imunizados no período de 6 a 12 de setembro.

“Esse é um momento de muita esperança. Iniciamos a vacinação no dia 17 de janeiro e sete meses depois toda a população adulta de São Paulo receberá pelo menos uma dose da vacina”, pontuou a coordenadora Geral do Plano Estadual de Imunização, Regiane de Paula.

A reprogramação é em virtude da chegada de mais 1,3 milhão de vacinas do Instituto Butantan, compradas pelo Governo de São Paulo (Foto: Divulgação/Governo de SP)
Editoria: ,

Ítalo Ferreira é ouro em Tóquio e 1º campeão olímpico no surfe

O brasileiro Ítalo Ferreira dominou as ondas na Praia de Tsurigasaki, onde ocorreram as disputas do surfe na Olimpíada de Tóquio. O potiguar conquistou na madrugada desta terça-feira, 27, a primeira medalha de ouro  do surfe, modalidade estreante nos Jogos Olímpicos. 

Atual campeão mundial, Ítalo dominou a final contra o japonês Kanoa Igarashi, vencendo  por 15.14 a 6.6. A medalha de bronze ficou com o australiano Owen Wright, que venceu o brasileiro Gabriel Medina por 11.97 a 11.77 na disputa pelo pódio.

"Muito feliz. Foi um dia incrível, especial, trabalhei muito para isso e acreditei. É incrível.", disse Ítalo ao site do Comitê Olímpico Brasileiro (COB).

Na estreia da competição, Ítalo liderou a primeira bateria, com o somatório de pontos de 13.67. Com esta pontuação, ele ficou à frente do japonês Hiroto Ohhara (11.40), do italiano Leonardo Fioravanti (9.43) e do argentino Lele Usuna (8.27).

Classificado para as oitavas de final, o brasileiro derrotou o neozelandês Billy Stairmand por 14.54 a 9.67. Nas quartas, ele voltou a encarar o japonês Hiroto Ohhara, que esteve presente na bateria inicial. Ítalo mais uma vez levou vantagem, e derrotou o oponente por 16.3 a 11.9.

Informações da Agência Brasil



Fernando Scheffer fatura bronze na natação olímpica

Fernando Scheffer, de 23 anos, conquistou a primeira medalha da natação brasileira na Olimpíada de Tóquio. O gaúcho cravou o tempo de 1min44s66 e garantiu o bronze nos 200 metros estilo livre na noite desta segunda-feira, 26, no Centro Aquático de Tóquio.

As primeiras posições da prova ficaram com dois representantes da Grã-Bretanha, o ouro com Thomas Dean, com o tempo de 1min44s22, e a prata com Duncan Scott, com 1min44s26.

Após alcançar a conquista olímpica, o atleta brasileiro expressou toda a sua gratidão por todos que o apoiaram no período de preparação. “O sentimento que me preenche agora é gratidão. Teve muita gente que esteve comigo todo esse tempo. Todos os treinadores, os preparadores, fisioterapeutas, médicos, amigos de treino, adversários, família e amigos. A galera ficou acordada até tarde para torcer. Hoje, todo mundo nadou comigo, essa medalha é de todo mundo”, declarou o nadador ao Comitê Olímpico do Brasil (COB).

Além disso, o gaúcho afirmou que sua conquista foi fruto de muito esforço e dedicação: “Nunca fui o mais rápido, o mais resistente, o mais versátil, mas sempre pensei em ser o mais esforçado. E levo essa mentalidade até hoje, e isso é um diferencial importante para trabalhar tudo todos os dias, e isso dá confiança para chegar aqui e saber que podemos fazer algo a mais”.

Informações da Agência Brasil



Scroll to top